Dia 1 | Wheelchair International 2020

O grego Stefanos Diamantis protagonizou a maior surpresa do primeiro dia de prova ao eliminar o austríaco Nico Langmann, primeiro cabeça de série e actual 34.º do Mundo, por claros 6-1 e 6-3.

Alheio ao facto do seu oponente estar trinta e sete posições acima no ranking (Diamantis é o atual 71.º), o jogador helénico esteve sempre no comando dos pontos, muito rápido na resposta ao serviço e mais assertivo que Langmann, que teve uma passagem muito rápida pela cidade invicta.

Em bom plano esteve também o brasileiro Gustavo Carneiro Silva, segundo favorito e 37.º do ranking mundial. Hoje, foi mais forte que o português Jean-Paul Melo, batendo o nosso representante por 6-1 e 6-2.

O italiano Silviu Culea foi obrigado a ir a um terceiro set para se desembaraçar do experiente tenista húngaro, Laszlo Farkas, por 6-3, 3-6 e 7-6 (7/2), o holandês Carlos Anker (38.º do Mundo) foi superior ao brasileiro Rafael Medeiros (48.º), batendo-o por 6-0 e 6-4.

Num duelo entre portugueses, Carlos Leitão saiu vitorioso ante Francisco Aguiar, se bem que com mais dificuldades do que no encontro da semana passada em Setúbal. Desta vez, o tenista do Pombal ganhou por 6-4 e 6-2, com boa réplica por parte do jogador da Póvoa do Varzim.

João Couceiro perdeu para o espanhol Kike Siscar (6-0 e 6-1), José Machado Sousa foi eliminado pelo francês Guilhem Laget (6-0 e 6-1) e Paulo Jorge Silva pelo outro representante de Marselha, Nicolas Charrier, por idêntico resultado.

Entretanto, na prova de pares, a dupla francesa Nicolas Charrier e Guilhem Laget bateu a formação lusa Francisco Aguiar e José Sousa, por um duplo 6-0, ao mesmo tempo que os brasileiros Gustavo Carneiro Silva e Rafael Medeiros batiam os portugueses Carlos Leitão e Jean-Paul Melo, por 6-1 e 6-2.

O International Wheelchair Clube Ténis Porto está dotado com 5 mil dólares (cerca de 4254 euros em prémios monetários) e decorre até ao próximo dia 21 de Outubro.